Quinta-feira, 05.04.12

Afinal, Mário Soares, tem desculpa...

 

 

 

 

Fotografia Jornal de Notícias on-line

 

 

Mario Soares foi apanhado a 199km/hora na A8, mas felizmente uma falha na lei portuguesa, permite aos políticos exceder o limite de velocidade.

 

É verdade, "estes senhores", fazem-se valer de inúmeras regalias, que nem vale enumerar, e ainda utilizam as falhas existentes na lei, para poderem "escapar" ao que o comum dos cidadãos não pode. Em causa está o regime de exceção aplicado a viaturas oficiais. A lei não especifica o que considera ser marcha urgente de interesse público e os políticos abusam.

 

Sob este regime de excepção estão as viaturas oficiais, ambulâncias e equipas de futebol. E já houveram acidentes que vitimaram pessoas, ao abrigo deste regime.

 

Resta sabermos quando é que pode ser considerado marcha urgente e desta forma colocar a vida dos outros, em risco!

 

 

Na minha humilde opinião:

 

Este comportamento é reprovável (no entanto, tenho a certeza que existem muitos cidadãos por aí a exceder a velocidade e ninguém diz nada), mas mais reprovável será a atitude de dizer que o "estado é que paga". Por outro lado critico a legislação deste país, que considera que os políticos possam assinalar marcha de emergência! O que vão eles salvar, a alta velocidade, num país em que tudo está perdido?

publicado por RM às 16:22 | link do post | comentar

Até quando ... [Europa em Crise]

 

Hoje parece que os meus posts são demarcados pela crise, infelizmente.

Acabo de saber que na Grécia, um reformado de 77 anos, suicidou-se em frente ao parlamento, deixando um bilhete no bolso que dizia: "Sou reformado, não posso viver nestas condições, recuso-me a procurar comida no lixo, por isso decidi colocar fim à vida!"

 

Uma vez mais, choca-me estas atitudes, estes actos de coragem, acho que é preciso coragem para isto!

 

Desde o início da crise, a taxa de suicídio na Grécia aumentou 40%. Até quando esta crise vai continuar a fazer mais vítimas?

 

Através das redes sociais estão a ser formada uma onda de solidariedade para com o que se passou, onde vão juntar-se todos na Praça Sintagma, onde ocorreu o suicídio, onde o mote é: “Todos em Sintagma. Não vamos habituar-nos à morte”.

 

 

 

Poster de um evento no Facebook marcado para esta noite na praça Sintagma que diz: "Não foi um suicídio. Foi um assassinato. NÃO VAMOS HABITUAR-NOS À MORTE."

 

RM

publicado por RM às 14:01 | link do post | comentar

A história dos subsídios

 

 

 

Já não posso com esta história do corte dos subsídios! Os portugueses estão a ser tão "penalizados" com esta história. A classe média, desaparece a olhos vistos e temos um fosso enorme entre as classes baixas e aqueles que "têm muito dinheiro".

 

Em Outubro de 2011, foi anunciado pelo governo que o corte era temporário e terminava em 2013, o engraçado é que agora já é em 2015 e que a REPOSIÇÃO será feita de forma gradual, até compreendo o porquê de ser de forma gradual, porque se devolvessem o dinheiro de 3 anos, possivelmente entraríamos novamente numa crise.

 

Eu só posso esperar que tudo seja cumprido como dizem, porque nós merecemos ser tratados com dignidade.

 

RM

publicado por RM às 13:00 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Abril 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
19
21
22
24
26
27
28
29

posts recentes

últ. comentários

Posts mais comentados

arquivos

tags

links

Visitas